ULBRA pesquisa Educação Matemática de pessoa com deficiência

Aprendizagem Matemática de um jovem com Espinha Bífida e Síndrome de Arnold Chiari é o título da tese de doutorado que será defendida este semestre pela professora do curso de Matemática Licenciatura da ULBRA Canoas, Tania Elisa Seibert, orientada pela professora doutora Claudia Lisete Oliveira Groenwald e coorientada pela professora da Universidad de La Laguna, no Tenerife (Espanha), Maria Aurelia Noda Herrera. Ela é doutoranda do Programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências e Matemática (PPGECIM) da Universidade e acompanhou um menino com deficiência durante três anos.

Nos próximos meses os resultados obtidos irão dar suporte aos educadores que buscam trabalhar a inclusão de estudantes com deficiência, principalmente cognitiva, afetando seus estudos na escola regular. Tania explica que a intenção é socializar o trabalho junto ao projeto Observatório da Educação, financiado pela CAPES. “A ideia é que os municípios do estado do Rio Grande do Sul possam aproveitar o resultado da tese como apoio pedagógico em seus serviços de atendimento aos alunos com deficiência”, afirma a professora. Fazem parte desta proposta as cidades de Canoas, Sapucaia do Sul e São Leopoldo.

Continue reading