Lançamento do Livro: Cognição Matemática – Autor: Luis Radford

Organização da Tradução e Revisão Técnica: Iran Abreu Mendes e Bernadete Morey

Coleção: História da Matemática para Professores – Coordenação da Coleção: Iran Abreu Mendes

Editora: Livraria da Física www. Livrariadafisica.com.br

Este livro reúne dez ensaios de Luis Radford que enfatizam sua teoria da objetivação do conheciniento para a Educação Matemática. O propósito do autor é delinear a referida teoria. no que concerne ao ensino e à aprendizagem da Matemática. apoiando-se na História. na Antropologia e na Epistemologia. Sua proposta baseia-se em urna abordagem centrada na compreensão dos elementos coitivos da Matemática sob uma dimensão sociocultitral e sócio-interativa. que inoMa a própria atividade matemática em diversos momentos da história humana tia Terra — Antiguidade. Idade Média. Renascença. etc. Argumenta sobre a unicidade entre a linguagem e o pensamento. e reitera que todo o esforço para entender a realidade conceitual e a produção de conhecimento não pode se restringir à linguagem e à atividade discursiva. sendo necessário incluir-se também as práticas sociais subjacentes. Discute o papel social da Matemática na criação e no entendimento de novas formas culturais e modernas de subjetividade: mostra que a Matemática é muito mais que unia forma de produção de conhecimento: é um exercício de teorização.

 

Irai Abreii Mendes

Coordenador da Coleção

Índice

Apresentação …………………………………………………. 07

1. Antes que as outras incógnitas fossem inventadas:

investigações didáticas acerca dos métodos e

problemas da Álgebra italiana medieval ……………. 15

2. A invenção de uma ideia matemática: a segunda

incógnita em Álgebra ……………………………………… 49

3. Sobre Psicologia, Epistemologia Histórica e o

Ensino da Matemática: Rumo a uma história

sociocultural da Matemática …………………………….. 73

4. Equações do segundo grau em sala de aula:

uma abordagem babilônica ……………………….. 90

5. A origem histórica do pensamento algébrico … 117

6. Sobre os limites epistemológicos da linguagem:

conhecimento matemático e prática social durante a

Renascença ………………………………………………….. 156

7. As condições epistelomológico-culturais da

emergência do simbolismo Algébrico ……………… 193

8. Cultura, conhecimento e o self: Matemática e a

formação de novas sensibilidades sociais no

Renascimento e Islã Medieval ………………………… 221

9. Cultura e cognição: Por uma antropologia do

pensamento matemático ………………………………… 259

10. A ética de ser e conhecer: Rumo a uma

teoria cultural da aprendizagem ………………. 311

O Autor ……………………………………………….. 341