Programa incentiva a formação de professores – PIBID

 

Convênio entre a ULBRA e prefeituras fomentará a educação

 

Incentivar a formação de professores para a Educação Básica e elevar a qualidade da escola pública. Esses são os principais objetivos do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) do Ministério da Educação, gerenciado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Sob o tema Sustentabilidade e Cidadania, a Universidade Luterana do Brasil teve seu projeto aprovado junto a Capes, que contemplou o desenvolvimento do programa em três municípios onde há unidade de ensino superior da Instituição: Cachoeira do Sul, Canoas e Santa Maria.

O Pibid atuará nas escolas indicadas pelas Secretarias Municipais de Educação por meio de alunos dos cursos de licenciatura da Universidade. A ideia é que os participantes, inseridos no cotidiano das escolas da rede pública, planejem e participem de experiências metodológicas, tecnológicas e de práticas docentes de caráter inovador e interdisciplinar. Além de também buscarem a superação de problemas identificados no processo de ensino-aprendizagem.

Segundo a coordenadora Institucional do PIBID na ULBRA, professora Graziela Macuglia Oyarzabal (na foto), ao todo, as equipes de nove áreas do conhecimento serão formadas por aproximadamente 120 estudantes de graduação. Também participarão cerca de 20 professores das escolas públicas conveniadas (supervisores), além dos coordenadores de área (professores da Universidade). Para integrar o programa, cada membro das equipes receberá uma bolsa mensal da Capes. Os alunos receberão R$ 400,00 por, no mínimo, 8 horas semanais de atividades na escola; já os supervisores têm bolsa de R$ 765,00.

De acordo com o coordenador do curso de História do campus de Canoas, Roberto dos Santos, a bolsa funciona como um auxílio financeiro para o aluno, que trabalha no contraturno para seu sustento. Já a participação no programa o estimula na formação, assim como também o aproxima da prática da docência. “Ter o PIBID é a prova de que a Universidade está integrada e comprometida na comunidade na qual está inserida e com a educação. Outro benefício é a aproximação do aluno de uma instituição particular com o mercado de trabalho, mais cedo do que o habitual. Ele sai do curso com experiência da sala de aula e das atividades escolares”, complementa o incentivador do programa.

A ULBRA e as prefeituras de Cachoeira do Sul, Canoas e Santa Maria firmaram convênio na segunda quinzena de julho, constituindo o programa nos municípios por um ano, podendo ser renovado por mais um.

      Canoas tem nove escolas no PIBID

Nove escolas da rede municipal de Canoas irão receber bolsistas do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência por intermédio do convênio firmado no último dia 24. De acordo com a gerente do Programa de Qualidade e Valorização da Educação Municipal (PQVEM), Sônia Rosa, a parceria acontece por que o município tem como premissa a responsabilidade pela qualidade do ensino na rede de ensino. Nessa direção, a autonomia e fortalecimento da gestão dos processos educacionais, o aprimoramento dos profissionais da educação; o crescimento epistemológico, social e cultural dos alunos e a integração entre a mantenedora e demais instituições que compõem o cenário educacional canoense se constituem como redes desencadeadoras de múltiplas ações. “Dessa forma, conseguimos aproximar os diferentes programas e projetos com suas metas e estratégias claras e focos direcionados aos melhores resultados na esfera educacional. Assim, a parceria entre a Secretaria Municipal de Educação e a Universidade Luterana do Brasil, no PIBID, reitera compromissos educacionais assumidos por esta gestão”, finaliza a professora.

 

FONTE: ACS ULBRA

http://www.ulbra.br/imprensa/noticia/acontece/3072/programa-incentiva-a-formacao-de-professores/